Conteúdo segmentado e criativo no Tumblr [Matéria e Podcast]

Plataforma é intermediária entre Twitter e blogs tradicionais. Segmentação e conteúdo relevante são disseminados de maneira espontânea pelos seguidores. Entenda essa nova rede social e como dialogar com seu target

Por: Milena Parente

O Tumblr é uma plataforma de blog intermediária entre o microblog Twitter e os serviços de blogs tradicionais, como o WordPress e o Blogger. Ali, o usuário pode inserir posts mais longos do que em um microblog com um suporte maior à multimídia. No Tumblr, as postagens são mais dinâmicas, focadas mais na viralização e curadoria de conteúdo com forte apelo visual. Nesta rede social, os usuários podem postar comentários, imagens, links, vídeos, áudios e textos, além de seguir outros usuários. O Tumblr possui ferramentas de personalização, para que cada usuário configure sua página.

Um estudo recente da Nielsen revela que o Tumblr aumentou em 183% sua base de usuários em um ano. Isto representa um marco significativo, especialmente para quem procura novas redes sociais. Segundo os próprios fundadores, o Brasil já é o segundo país que mais utiliza o Tumblr. Com um crescimento de 680% no último ano, os brasileiros acessaram, em média, dois bilhões de paginas por mês. Em visitantes únicos, é a sétima rede social mais visitada pelos brasileiros, e os executivos do Tumblr já perceberam essa grande audiência e já começaram a investir no país, com a abertura de um escritório em São Paulo e a pretensão de lançar uma versão em português do serviço. A audiência do site é crescente e deve se popularizar ainda mais no Brasil, com investimentos do próprio Tumblr no país e futura tradução da plataforma. Segundo o Instituto Ipsos, 71% dos internautas brasileiros consomem informações em blogs, o que justifica a presença das marcas nessa plataforma.

A rede é uma agregadora de formatos de conteúdo, sendo possível interagir de forma criativa, diversificada e irreverente. A gerente de planejamento e mídia da Enken Comunicação Digital, Adriana Mazarin, o afirma que as empresas podem transmitir conteúdo relevante e, desta forma, ter suas mensagens disseminadas de maneira “espontânea” pelo grau de interesse que despertaram entre os interessados em determinados assuntos. “Como eles são classificados e segmentados por grupos de interesse, ao publicar um conteúdo vinculado a uma tag classificada como music, por exemplo, as chances de se atingir o público interessado em música são bem maiores; a Comunicação torna-se mais dirigida e segmentada”, explica.

Para Gabriel Rossi, professor do MBA em Comunicação e Marketing Digital da Fundação Getulio Vargas / IBS Business School (FGV/IBS), as empresas devem estar presentes na rede, pois os blogs são seguidos como um perfil do Twitter, sendo “uma boa opção para empresas que precisam atingir um público mais conectado e produzir postagens mais rápidas e que, predominantemente, tenham um conteúdo que possa se espalhar livremente pela rede”. A diretora da Expert Project, Evelyn Cordeiro, retrata que uma vantagem interessante para as marcas é o fato de que “é possível ter mais de um Tumblog em uma mesma conta, há atualização via RSS, versão mobile com atualização via celular e é possível promover seus próprios links”.

Além desta diversidade de conteúdo, é possível integrá-lo a outras redes, como LinkedIn e Facebook, ter e-mail, link para o site, newsletters, lojas virtuais e compartilhamento de conteúdos da web que a marca acredita ser de interesse de seus seguidores. Desta forma, é possível construir e disseminar estrategicamente a imagem planejada.

Um uso interessante da rede apontado por Gabriel é o blog da Adverve, focada em design e variedades, que utiliza bem a questão de personalização e da dinâmica da rede e mescla postagens um pouco mais elaboradas com conteúdo fácil de disseminar.

Adriana esclarece que a rede permite procurar os blogs utilizando tags, e estas, por sua vez, possuem um ranking das mais utilizadas (nível de interatividade e interesse), classificadas por grupos de afinidade e critérios, como feedback, activity, top editor e contributor, ou seja, mensuram os assuntos mais procurados e relevantes, os blogs que mais interagem, quem são os formadores de opinião e os que mais colaboram dentro da rede, considerando determinado assunto. “Ao elaborar um conteúdo, deve-se atentar para o uso estratégico das tags para que ele seja visualizado pelo maior número de usuários que possuem interesse no assunto”, orienta.

Segundo o CEO do Tumblr, a rede atualmente movimenta 10% de criação de conteúdo e 90% de curadoria, ou seja, é um canal predominantemente para reproduzir conteúdo relevante. “Gerar material de acordo com os canais pertinentes ao mercado da empresa é um fator muito importante, mas esta triagem e reprodução também pode ser uma prática positiva para se posicionar”, aponta Gabriel, que relata que o Tumblr é uma rede que incentiva esse tipo de interação. “O fundamental, antes de tudo, é entender o perfil do público, do mercado e que tipo de informação transmitida pela marca pode gerar engajamento, tornar a empresa referência e repercutir”, orienta o professor, que alerta também para a importância de se ter consistência nas postagens, bem como reblogar parceiros e influenciadores referentes ao universo da sua marca.

A gerente de planejamento e mídia da Enken Comunicação Digital espera que a rede tenha um grande potencial para tornar-se referência em conteúdo relevante e segmentado. A seu ver, a estratégia de reunir pessoas ou marcas por grupos de afinidade torna a comunicação mais eficiente e efetiva. “Como a tendência é a mobilidade, acredito que o Tumblr deva também se adequar às plataformas mobile e tablet, adaptando seu short content. Peças ou imagens animadas que explorem as funcionalidades desses dispositivos móveis aliadas a conteúdo dirigido e criativo podem ser sucesso entre os integrantes da rede e proporcionar buzz entre um público altamente segmentado”.

Ouça a entrevista com Gabriel Rossi:

Fonte: Revista Promo Insights – 06/2012

Postado em Entrevistas, Na mídia, news | Tags: ,

Comentários Facebook: